Follow by Email

sábado, 10 de setembro de 2011

Caçada de Anta

Caçada de anta
 Tida em nossa língua como Anta, mas podemos chamar também de Tapir, que provem da língua indígena. A Anta é o maior mamífero que habita o Brasil, seu habitat são as matas e beiras de rio. Sua caça era considerada uma das mais emocionantes quando efetuadas com cães de perseguição. Atualmente nas grandes plantações de soja e milho, podem-se vistas até durante o dia se abastando de milho. Hoje se fosse para fazer uma caçada de antas, seria bem fácil, com um veículo persegui-las à noite, pois elas saem mais distante do mato para a lavoura e assim fica fácil sua perseguição. Em muitos locais do Mato Grosso é considerada uma praga, pois estraga muito a lavoura e seu rebanho vem aumentando consideravelmente.
   Nunca me esqueço do falecido Amílcar, famoso e grande caçador de antas do Rio Apa, que divide o Brasil e Paraguai. O acampamento dele, nas margens do Apa, era digno de um acampamento  montado no tempo dos grandes safáris na África. A barraca coberta de lona, internamente serpenteava pendurado um embutido de carne de anta com carne de porco para refeição da comitiva. No chão grandes caixas de madeira onde eram armazenados os pertences de cozinha e mantimentos. Amilcar, grande contador de casos de caçada, dizia que só dormia em travesseiro de charque de anta. Era inveterado caçador e um tanto  mal visto por alguns dos fazendeiros, por matar demais. Na época que ele fazia as grandes caçadas deste destemido animal, existia uma grande mata do lado do Paraguai e os veadeiros americanos eram soltos do lado da mata onde iniciava a corrida e terminava sempre nos poços profundos do rio.
A corrida de anta é emocionante de se ver a fúria que ela avança fendendo o matagal, despedaçando cipós presos nas árvores , pancadas se ouve ao longe de galhos quebrando, vem ela com os pelos do dorso eriçados, balançando a tromba e soprando guinchos e assovios e levando tudo em debandada ruidosa tudo que se depara na frente. A força da anta é tanta que ela consegue escapar das sucuris e quando uma onça pula no seu dorso ela sai em disparada e procura passar por debaixo dos galhos baixos para se alijar das suas costas, ferindo até matando o invasor.
  A anta quando era caçada com cães veadeiros, as corridas e ciladas eram as mesmas dos veados a diferença só na acuação. Muitas vezes ferida ela corre para  o rio, os cães ladeiam o poço acuando ruidosamente todos de uma só vez e o caçador se aproxima, a anta mergulha e vez por outra demorando debaixo d’água. Quando a anta vê o caçador tenta escapulir escalando a barranca do rio levando atrás toda matilha que vai cravando os dentes.
   A carne de anta era muito apreciada pelos sertanejos, ela é semelhante a carne de vaca. A melhor forma que já comi foi na forma de salame, preparada com maior porcentagem de carne de porco.

Se gosta desse assunto veja o meu livro  Contos de caçadas
Bibliografia:  Zatti, suas caçadas e suas armas      
                        Caça no Brasil Central, de Henrique Silva
Desenho de Eloir



2 comentários:

  1. Caça da anta da um trabalho. Porco alongado e muito melhor de caçar tem a carne muito boa alem se liberada sua caça os bichos ficam parecidos com javalis esse sim e uma praga no MT.

    ResponderExcluir
  2. a caça com cachorro é só pra assustar tudo qto é bicho o bom é esperar

    ResponderExcluir